Sobre a Revista

Foco e Escopo

A revista Health Residencies Journal (HRJ) ISSN: 2675-2913 é editada pela Coordenação de Pós-Graduação lato sensu e Extensão da Escola Superior de Ciências da Saúde, por meio da Gerência de Residência, Especialização e Extensão.

Relevância

A HRJ surge como um espaço científico para divulgação de pesquisas científicas e de relatos de experiências de residentes, preceptores, gestores dos programas de residência em saúde e das instituições executoras dos programas, públicas ou privadas.

Objetivos

A revista tem como objetivos: permitir, estimular, desenvolver e divulgar pesquisas científicas e de relatos de experiências de Residentes, Preceptores, Gestores dos Programas de Residência em Saúde e das Instituições Executoras dos Programas, públicas ou privadas.

Cobertura temática: Saúde, Educação e Interdisciplinar.

Periodicidade

A revista é publicada trimestralmente, nos meses de fevereiro, maio, agosto e novembro e recebe artigos em fluxo contínuo, podendo haver edições especiais entre esses períodos.

Processo de Avaliação por Pares

  1. Submissão do manuscrito: O autor submete o manuscrito através do sistema de submissão online do periódico. Nessa etapa, os autores geralmente devem fornecer informações sobre a autoria, declarações de conflitos de interesse e concordar com as políticas do periódico.

  2. Triagem inicial pelo editor: O editor-chefe ou o editor associado do periódico faz uma triagem inicial do manuscrito para avaliar se ele está em conformidade com as diretrizes do periódico, se o tema é relevante e se o conteúdo está dentro do escopo da revista.

  3. Revisão por pares: Uma vez que o manuscrito seja considerado adequado para avaliação, ele é encaminhado para revisão por pares. O número de revisores pode variar, geralmente são dois ou mais especialistas no campo de estudo do artigo.

  4. Revisão por pares cega (blind peer review): Na revisão por pares cega, os revisores não têm conhecimento da identidade dos autores e vice-versa. Isso é feito para garantir uma avaliação imparcial do conteúdo do manuscrito.

  5. Avaliação dos revisores: Os revisores avaliam o manuscrito com base em sua qualidade científica, originalidade, metodologia, análise de dados, relevância, clareza e contribuição para o campo de estudo. Eles podem sugerir modificações, fazer perguntas adicionais ou recomendar a aceitação ou rejeição do manuscrito.

  6. Decisão editorial: Com base nas avaliações dos revisores, o editor-chefe ou o editor associado toma uma decisão editorial. As possíveis decisões incluem:

    • Aceitação: O manuscrito é aceito para publicação sem a necessidade de modificações significativas.
    • Revisão com modificações: O manuscrito pode ser aceito, mas com a condição de que os autores façam alterações sugeridas pelos revisores.
    • Revisão maior: O manuscrito tem potencial, mas requer modificações e/ou análise adicional antes de ser considerado para publicação.
    • Rejeição: O manuscrito não atende aos critérios do periódico e não é aceito para publicação.
  7. Comunicação com os autores: Os autores recebem o resultado da avaliação por e-mail e, em caso de revisões necessárias, são solicitados a enviar a versão revisada do manuscrito.

  8. Publicação: Após a revisão e modificações finais, o manuscrito é aceito para publicação e pode ser incluído em uma edição futura do periódico.

É importante destacar que o processo de revisão por pares pode levar algum tempo, variando de algumas semanas a vários meses, dependendo da complexidade da pesquisa, do número de revisores envolvidos e da eficiência do processo editorial do periódico. O tempo médio entre a submissão e de decisão final quanto à publicação é de 6 meses e o tempo médio entre as datas de submissão e publicação do manuscrito é de 12 meses (em média 52 semanas).

A revisão por pares é um aspecto fundamental do processo de publicação científica, pois garante a qualidade e a confiabilidade dos artigos publicados, ajudando a manter a integridade e o avanço da pesquisa acadêmica.

Ao serem publicados os artigos recebem um DOI - Digital Object Identifier.

A revista também se declara aberta quanto à participação de avaliadores alheios à instituição editora da revista.

Política de Verificação de Plágio

Todas as submissões aceitas passam por análise de plágio por meio dos softwares Plagius e CopySpider. As submissões nas quais identificamos a presença de plágio e/ou autoplágio serão tratadas de acordo com as diretrizes do Comitê de Ética em Publicações (COPE).

Diretrizes Éticas

A Revista HRJ possui compromisso com os trâmites éticos relacionados ao processo de avaliação e publicação dos artigos . As decisões e procedimentos éticos baseiam-se nos seguintes documentos:

- Resolução CNS nº 466/2012 (BRASIL, 2013) - Ética na Pesquisa com seres humanos;
- Resolução CNS nº 510/2016 (BRASIL, 2016) - Ética na Pesquisa em Ciências Humanas e Sociais;

- Resolução CNS nº 674/2022 (BRASIL, 2022) - Ética na Pesquisa em Ciências Humanas e Sociais
- Códigos de Ética do Comitê de Ética em Publicações (COPE).

Os autores que submeteram suas pesquisas a um Comitê de Ética (Sistema CEP/Conep ou outro sistema), devem mencionar no corpo do manuscrito (por exemplo, em nota de rodapé).

- WAME (World Association of Medical Editors): é uma organização que visa promover padrões de excelência e integridade na publicação médica, garantindo a qualidade e a confiabilidade das informações publicadas. Abaixo estão algumas das principais diretrizes éticas estabelecidas pela WAME:

  1. Autoria e Contribuições: Os autores devem atender aos critérios de autoria, contribuindo significativamente para a concepção, desenho, coleta de dados, análise e interpretação dos resultados do estudo. Todos os autores devem aprovar a versão final do artigo e concordar em ser responsáveis ​​por sua precisão e integridade.

  2. Conflitos de Interesse: Os autores deverão declarar explicitamente todos os conflitos de interesse relevantes em relação ao trabalho submetido. Isso inclui interesses financeiros, pessoais ou profissionais que possam influenciar os resultados ou interpretações do estudo.

  3. Ética na Pesquisa: Os estudos envolvendo seres humanos ou animais deverão ser conduzidos de acordo com os padrões éticos apropriados e em conformidade com as diretrizes nacionais e internacionais. Os autores devem obter o consentimento informado e a aprovação de comitês de ética, quando aplicável.

  4. Plágio e Duplo Envio: Serão utilizadas os  softwares Plagius e CopySpider. Os autores devem garantir que seu trabalho seja original e que todas as fontes sejam devidamente citadas.

  5. Revisão por Pares: O processo de revisão por pares deverá ser justo, imparcial e confidencial. Os revisores serão selecionados com base em sua expertise e devem avaliar os trabalhos de forma objetiva.

  6. Retratação e Correções: Se erros significativos ou má conduta forem identificados em um artigo, os editores corrigirão ou retratarão o artigo o mais rápido possível. Os autores têm a responsabilidade de cooperar com os editores em casos de correções ou retratações necessárias.

  7. Transparência de Fontes de Financiamento: Os autores devem divulgar claramente todas as fontes de financiamento e apoio ao seu trabalho. Essas informações serão divulgadas aos leitores.

Essas diretrizes éticas da WAME são essenciais para garantir a integridade e a credibilidade da pesquisa científica publicada e promover a confiança do público na comunicação acadêmica. 

- Declaração de Singapura sobre Integridade na Pesquisa: representa um importante marco para a promoção da integridade e responsabilidade na pesquisa científica e tem sido adotada por várias organizações, instituições de pesquisa e revistas científicas em todo o mundo. Essas diretrizes visam fortalecer a confiança na pesquisa e aprimorar a qualidade e a credibilidade do conhecimento científico.

Abaixo estão os principais pontos abordados na Declaração de Singapura:

  1. Honestidade em todas as etapas da pesquisa: A integridade na pesquisa exige honestidade em todas as fases do trabalho, desde a concepção do estudo até a coleta e análise de dados, bem como a comunicação dos resultados.

  2. Transparência e abertura: Os pesquisadores devem ser transparentes sobre suas atividades e divulgar todos os detalhes relevantes do estudo, permitindo que outros avaliem a validade e a replicabilidade dos resultados.

  3. Respeito pelos participantes da pesquisa: Os pesquisadores devem respeitar os direitos, a privacidade e o bem-estar dos participantes da pesquisa. Eles devem obter consentimento informado adequado e seguir padrões éticos reconhecidos em pesquisas envolvendo seres humanos e animais.

  4. Responsabilidade dos autores: Os autores são responsáveis ​​pela precisão e integridade dos dados e resultados relatados em seus trabalhos. Eles devem garantir que todas as fontes de financiamento e conflitos de interesse sejam divulgados.

  5. Responsabilidade dos revisores: Os revisores devem avaliar os trabalhos de forma objetiva, justa e confidencial, fornecendo feedback construtivo para melhorar a qualidade do trabalho.

  6. Responsabilidade dos editores: Garantir a integridade do processo de revisão por pares e tomar medidas adequadas em casos de má conduta ou suspeita de má conduta na pesquisa.

  7. Denúncia de má conduta: A comunidade científica deve encorajar a denúncia de má conduta na pesquisa e garantir que os denunciantes sejam protegidos contra retaliações.

  8. Educação e formação em integridade na pesquisa: Instituições e organizações de pesquisa devem fornecer educação e treinamento em integridade na pesquisa para todos os envolvidos no processo científico.

Diretrizes para Autores

As diretrizes, as recomendações gerais e o template para submissão estão disponíveis nas Diretrizes para Autores

Política de Acesso Aberto

Este é um periódico científico de acesso aberto, o que significa que todo o conteúdo está disponível gratuitamente, sem custo para o usuário ou sua instituição. Os usuários têm permissão para ler, baixar, copiar, distribuir, imprimir, pesquisar ou vincular os textos completos dos artigos, ou usá-los para qualquer outra finalidade legal, sem solicitar permissão prévia do editor ou do autor. Da mesma forma, não cobra dos autores nenhuma taxa ou encargo referente ao processo de submissão, avaliação e edição. 

Sobre a Licença

Todos os trabalhos publicados na revista são licenciados sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License. Esta licença permite que outros distribuam, remixem, adaptem e desenvolvam seu trabalho, mesmo comercialmente, desde que atribuam crédito à revista pela criação original.

Taxas aos autores 

A revsita não cobra dos autores nenhuma taxa ou encargo referente ao processo de submissão, avaliação e edição. Todo o conteúdo está disponível gratuitamente.

Declaração de Direito Autoral

Os autores detém os direitos autorais sem restrições, devendo informar a publicação inicial nesta revista, em caso de nova publicação de algum trabalho.

Protocolo de interoperabilidade

A revista segue padrões e protocolos de integração/interoperabilidade por meio do Open Archives Iniciative Protocol for Metadata Harvesting (OAI-PMH): https://escsresidencias.emnuvens.com.br/hrj/oai.

Arquivamento dos artigos

A revista tem habilitadas as opções de arquivamento (LOCKSS e CLOCKSS) que permitem armazenar e distribuir o conteúdo da revista em bibliotecas participantes e é preservada digitalmente pela PKP Preservation Network (PKP PN).

Regimento interno 

A Health Residencies Journal (HRJ) possui também Regimento Interno disponível para consulta. 

Políticas ou ações adotadas para a promoção da diversidade, equidade, inclusão e acessibilidade na pesquisa e na publicação científica

A ciência verdadeiramente avançada e inovadora só é possível quando abrimos as portas para pesquisadores de todas as origens e perspectivas, e garantimos que suas vozes sejam ouvidas e reconhecidas. Nossa busca contínua por excelência acadêmica é enriquecida pelo respeito à pluralidade de ideias e pelo acolhimento de talentos diversos em nosso corpo editorial e autores.

Políticas e Ações da HRJ:

  1. Diversidade em Nossa Equipe Editorial: Reconhecemos a importância de uma equipe editorial diversificada para promover uma revisão por pares justa e imparcial. Buscamos ativamente incluir cientistas de diferentes origens, gêneros, etnias e nacionalidades em nossa equipe, garantindo uma representação equitativa das diversas comunidades acadêmicas.

  2. Revisão por Pares Inclusiva: Trabalhamos para garantir que nossos revisores sejam sensibilizados sobre viéses implícitos e orientados a avaliar o mérito científico dos trabalhos, independentemente de suas origens. Incentivamos revisores a considerarem cuidadosamente as perspectivas culturais e contextuais nos artigos analisados.

  3. Incentivo à Pesquisa em Diversidade e Inclusão: Reconhecemos o valor de estudos que abordam questões de diversidade, equidade e inclusão. Encorajamos a submissão de artigos que investiguem essas áreas, oferecendo-lhes visibilidade e prioridade em nossos processos editoriais.

  4. Acesso Aberto: Abraçamos o princípio do acesso aberto, tornando nossos artigos livremente disponíveis para qualquer pessoa, em qualquer lugar do mundo. Acreditamos que o conhecimento científico deve ser acessível e contribuir para a resolução de desafios globais, beneficiando sociedades diversas.

  5. Tradução de Resumos: Reconhecemos a importância de superar barreiras linguísticas e tornar a pesquisa mais acessível. Oferecemos resumos de artigos em diferentes idiomas, buscando ampliar o alcance de nosso conteúdo a uma audiência mais diversa e global.

  6. Divulgação Ativa para Grupos Sub-representados: Desenvolvemos parcerias com organizações que trabalham para promover a diversidade na ciência, divulgando ativamente nossas oportunidades de publicação para pesquisadores de grupos sub-representados. Nosso objetivo é incentivar uma maior participação e reconhecimento desses talentos.

  7. Acessibilidade Web: Comprometemo-nos a garantir que nosso site e conteúdo estejam em conformidade com os padrões de acessibilidade da web. Trabalhamos para tornar nossa plataforma acessível a todos, incluindo pessoas com deficiências visuais ou outras necessidades especiais.

Na HRJ, reconhecemos que a diversidade impulsiona a inovação e enriquece a qualidade da pesquisa. Estamos constantemente revisando e aprimorando nossas políticas e práticas para garantir que sejam inclusivas e proporcionem um ambiente acolhedor e justo para todos os envolvidos em nosso processo editorial. Nossa missão é construir uma comunidade científica verdadeiramente inclusiva e que reflita a riqueza da diversidade humana.

Patrocínio (Sponsorship) e Manutenção da Revista

A revista é mantida pelo Programa de Apoio às Publicações Científicas Periódicas da Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde  com recursos do Programa de Trabalho 12.364.6202.2175.0002.